Entendendo a Doença de Parkinson

Como a doença de Parkinson influencia a depressão?

Como a doença de Parkinson influencia a depressão?

3 minutos A depressão é um distúrbio de humor que pode afetar a capacidade de uma pessoa de realizar atividades diárias e cerca de 50% das pessoas diagnosticadas com a doença de Parkinson sofrem dessa condição. A depressão também é considerada um sintoma da doença de Parkinson, da mesma maneira que o tremor involuntário, por exemplo.  Ambos são causados ​​por mudanças na química do cérebro.  Uma pesquisa da National Parkinson Foundation comparou o impacto do humor, depressão e ansiedade com os sintomas físicos da Continue lendo

5 Passos que recém-diagnosticados com a doença de Parkinson devem seguir

5 Passos que recém-diagnosticados com a doença de Parkinson devem seguir

3 minutos Como falamos em postagens anteriores, a doença de Parkinson é uma condição neurológica degenerativa e que, até então, não tem cura. Essa condição afeta principalmente os movimentos e inclui tremores. Já os sintomas não-motores incluem depressão, constipação, perda de olfato e comprometimento cognitivo. Além disso, os sintomas variam de acordo com cada paciente. Geralmente, os primeiros sintomas do Parkinson são bastante sutis e surgem gradualmente, podendo até mesmo passar despercebidos por muito tempo e até serem atribuídos à traços característicos do envelhecimento, Continue lendo

O impacto da pandemia de COVID-19 em pacientes com doença de Parkinson

O impacto da pandemia de COVID-19 em pacientes com doença de Parkinson

3 minutos Apesar da atenção ter se concentrado no potencial de complicações respiratórias graves e nos resultados desfavoráveis ​​da pandemia de COVID-19 entre pacientes com doença de Parkinson (DP), o impacto se estende além dessas ameaças. O distanciamento social requer uma adaptação flexível às novas circunstâncias, resiliência e redução de atividades físicas, o que pode ser mais difícil para pacientes com DP. Levando todos esses fatores em consideração, especialistas da Radboud University Medical Center, Departamento de Neurologia, Centro de Especialização em Parkinson e Distúrbios Continue lendo

Doença de Parkinson: como proteínas tóxicas danificam células cerebrais saudáveis?

Doença de Parkinson: como proteínas tóxicas danificam células cerebrais saudáveis?

3 minutos Um estudo realizado por pesquisadores do Reino Unido, Espanha e Itália e publicado na revista Science, descreve o que acontece quando as proteínas entram em contato com as células. Os cientistas esperam que os resultados desse estudo levem a melhores medicamentos para a doença de Parkinson, impedindo que proteínas tóxicas entrem em células cerebrais saudáveis. Neste mesmo estudo, os pesquisadores também descobriram que o Parkinson afeta células cerebrais não dopaminérgicas, o que pode explicar por que a doença geralmente apresenta sintomas que Continue lendo

Pesquisa indica possível ligação entre os níveis de vitamina B12 e a demência no Parkinson

Pesquisa indica possível ligação entre os níveis de vitamina B12 e a demência no Parkinson

3 minutos Estudo recente sugere que, pessoas que têm níveis mais altos de vitamina B12 no sangue quando são diagnosticadas com a doença de Parkinson podem ter menos probabilidade de desenvolver demência. A pesquisa, “Um nível mais alto de vitamina B12 no diagnóstico da doença de Parkinson está associado a um menor risco de demência futura “, foi publicado no periódico  Parkinsonism & Related Disorders. O que é demência? A demência descreve um grupo de sintomas em que a memória e as habilidades cognitivas Continue lendo

Doença de Parkinson e problemas de visão: qual a relação?

Doença de Parkinson e problemas de visão: qual a relação?

2 minutos De acordo com um estudo recente, pacientes com doença de Parkinson possuem uma taxa mais alta de problemas de visão em comparação com a população em geral e necessitam de rastreamento dos sintomas oftalmológicos para permitir um tratamento mais adequado. No Parkinson ocorre a morte de neurônios produtores de dopamina (dopaminérgicos). Segundo o estudo “Vendo problemas oftalmológicos na doença de Parkinson “, publicado na Neurology, a perda de dopamina na retina causa vários problemas visuais , incluindo dificuldade no controle dos movimentos Continue lendo

Exame de sangue pode ajudar a prever declínio cognitivo em pacientes de Parkinson

Exame de sangue pode ajudar a prever declínio cognitivo em pacientes de Parkinson

4 minutos Um exame de sangue é capaz de prever o declínio cognitivo precoce em pessoas com doença de Parkinson. Segundo o estudo “Senescência e marcadores inflamatórios para prever a progressão clínica na doença de Parkinson: o estudo ICICLE-PD”, publicado no IOS Press Journal of Parkinson’s Disease, isso é possível medindo o comprimento dos telômeros cromossômicos (extremidades dos cromossomos) nas células imunológicas e a presença de marcadores inflamatórios. O comprometimento cognitivo é um sintoma não motor bastante conhecido da doença de Parkinson. Marcadores biológicos Continue lendo

Estudo revela que tontura pode ser sintoma precoce de Parkinson

Estudo revela que tontura pode ser sintoma precoce de Parkinson

3 minutos A tontura, incluindo sensações de desmaio, desequilíbrio e vertigem é comum entre os pacientes de Parkinson. Geralmente, esses episódios de tontura são curtos e frequentes, com duração de segundos a minutos e ocorrendo várias vezes por dia ou semana. Mas, de acordo com o estudo “Tontura em pacientes com estágios iniciais da doença de Parkinson: prevalência, características clínicas e implicações”, publicado na revista Geriatrics and Gerontology, a tontura também pode ser um sintoma não motor potencial da doença de Parkinson em estágio Continue lendo

A Fadiga na Doença de Parkinson

A Fadiga na Doença de Parkinson

4 minutos A fadiga é um sintoma recorrente no Parkinson e muito utilizado para diagnosticar a doença. Na Doença de Parkinson a fadiga se manifesta em um nível celular. O corpo do parkinsoniano faz um grande esforço para realizar as mais simples tarefas tais como: tomar banho, atender o telefone ou servir um suco. Além disso, pode-se estar lidando com a combinação de possíveis problemas cognitivos conhecidos como “apatia de Parkinson”. Esses problemas incluem dificuldade para iniciar projetos, incapacidade de seguir instruções complexas, perda Continue lendo

Os perigos de atrasar o tratamento da Doença de Parkinson

Os perigos de atrasar o tratamento da Doença de Parkinson

6 minutos Especialistas indicam que o medo dos potenciais efeitos colaterais dos tratamentos da doença de Parkinson, apelidado de “fobia por levodopa”, pode levar os pacientes e seus médicos a atrasar o uso dessas terapias. No entanto, de acordo com uma palestra apresentada para o Parkinson Voice Project (PVP), por Joseph Jankovic, professor de neurologia no Baylor College of Medicine, várias evidências apontam que iniciar a terapia adequada com levodopa precocemente é seguro, particularmente para pacientes com maior incapacidade funcional. Terapias modificadoras de doenças Continue lendo