Entendendo a Doença de Parkinson

Os medicamentos usados no Tratamento do Parkinson

Os medicamentos usados no Tratamento do Parkinson

7 minutos O Parkinson é uma doença que parece colocar o mesmo rótulo em todos os pacientes, uma vez que seus sintomas se repetem com frequência, porém, os médicos sabem que cada paciente é um caso específico. Existem diretrizes gerais que devem ser seguidas na hora de optar pelo melhor tratamento, mas a verdade é que a escolha e combinação destes tratamentos conforme a avaliação individual do paciente é que vai determinar o sucesso do mesmo. Isso se reforça quando estamos falando de medicação Continue lendo

Congelamento no Parkinson, o que é e como superar?

Congelamento no Parkinson, o que é e como superar?

5 minutos O congelamento pode ser um sintoma comum do Parkinson. Geralmente, os pacientes descrevem este sintoma como se seus pés estivessem “colados” ao chão. Ao sentir o congelamento, o paciente poderá não conseguir se movimentar por alguns segundos ou minutos, por exemplo. Além disso, também pode sentir que a metade inferior está presa, mas a metade superior do corpo ainda é capaz de se mover. Os episódios de congelamento podem causar a interrupção no movimento enquanto o paciente de Parkinson caminha ou ao Continue lendo

Bradicinesia – um dos sintomas mais comuns do Parkinson

Bradicinesia – um dos sintomas mais comuns do Parkinson

5 minutos Na maioria das vezes quando se fala em Doença de Parkinson o sintoma mais comumente associado é o tremor. Porém um dos sintomas mais frequentes e que também é muito usado para diagnosticar o Parkinson é a bradicinesia. O equilíbrio corporal é a capacidade do ser humano de manter-se ereto ou executar movimentos de aceleração e rotação do corpo sem oscilação ou queda. A bradicinesia ou acinesia é definida pelo movimento lento e pela capacidade prejudicada de movimentar o corpo rapidamente ao Continue lendo

Transtorno do controle do impulso na doença de Parkinson

Transtorno do controle do impulso na doença de Parkinson

3 minutos Transtornos do controle de impulsos (TCIs) são distúrbios comportamentais em que uma pessoa não consegue conter seus impulsos e se comporta de maneiras que resultam em prejuízo no domínio social e ocupacional. Na doença de Parkinson os distúrbios estão intimamente relacionados ao uso de medicamentos dopaminérgicos, e normalmente incluem jogo patológico, gastos excessivos, hipersexualidade e excesso de alimentação. Os pacientes podem apresentar mais de um TCIs simultaneamente.  A prevalência de TCIs na Doença de Parkinson não é precisamente conhecida. Um estudo realizado Continue lendo

Doença de Parkinson – entenda de maneira fácil os Sintomas e Estágios

Doença de Parkinson – entenda de maneira fácil os Sintomas e Estágios

8 minutos Entender a Doença de Parkinson de forma fácil pode parecer uma frase simplista diante da complexidade que o envolve. Acreditamos que o entendimento dos sintomas e estágios é sim, o primeiro passo para que se possa viver bem com a Doença de Parkinson. Então antes de explicar os sintomas e quais são os estágios da Doença de  Parkinson, precisamos que você entenda dois conceitos: o que são Doenças Progressivas e o que é a Substância Negra.   Doença progressiva ou degenerativa é Continue lendo

Estimulação Cerebral Profunda para a Doença de Parkinson – As 7 dúvidas mais comuns sobre este tratamento.

Estimulação Cerebral Profunda para a Doença de Parkinson – As 7 dúvidas mais comuns sobre este tratamento.

7 minutos A cirurgia de estimulação cerebral profunda (ECP), ou Deep Brain Stimulation (DBS) em inglês, foi aprovada pela primeira vez em 1997 para tratar o tremor da Doença de Parkinson e, em 2002, para o tratamento dos sintomas avançados de Parkinson. Mais recentemente, em 2016, a cirurgia que reduz os principais sintomas do Parkinson também foi aprovada para os estágios iniciais da doença. A Estimulação Cerebral Profunda é certamente o avanço terapêutico mais importante desde o desenvolvimento da levodopa. É mais eficaz para Continue lendo

Problemas de Pele Relacionados à Doença de Parkinson

Problemas de Pele Relacionados à Doença de Parkinson

4 minutos Alterações na pele são sintomas comuns da Doença de Parkinson (DP). Muitos pacientes de Parkinson desenvolvem problemas como pele oleosa ou escamosa, especialmente na face e no couro cabeludo. Outros têm problemas com a pele seca ou transpiração excessiva, por exemplo.  Alguns problemas de pele podem ser relativamente menores, enquanto outros podem ser angustiantes, embora raramente sejam graves. Tais problemas podem ocorrer a qualquer momento no curso da doença. Além disso, alguns estudos recentes mostraram um aumento da prevalência de câncer de Continue lendo

Perda de peso e a Doença de Parkinson

Perda de peso e a Doença de Parkinson

5 minutos Considerando que parece que grande parte da população deseja perder peso, as pessoas com Doença de Parkinson muitas vezes têm o problema oposto. Pacientes de Parkinson geralmente estão querendo ganhar peso, a fim de neutralizar a perda de peso aparentemente inexplicável. No post de hoje, falaremos um pouco sobre esse sintoma, as possíveis razões por trás dele e as formas de abordá-lo. Perda de peso no Parkinson A perda de peso é um sintoma inespecífico e pode ser um sinal de muitos Continue lendo

Disfagia e o Parkinson

Disfagia e o Parkinson

3 minutos Devido à perda progressiva de controle muscular, tanto voluntária quanto involuntária, além dos sintomas típicos de tremor e rigidez, muitos outros sintomas podem se desenvolver em um paciente com Doença de Parkinson. A disfagia é um desses sintomas.  Mais de 80% dos pacientes com Doença de Parkinson desenvolvem disfagia durante o curso da doença. O comprometimento da deglutição reduz a qualidade de vida do paciente, complica a ingestão de medicamentos e pode levar à desnutrição e à pneumonia aspirativa, que é uma Continue lendo

Efeitos da Doença de Parkinson na Sexualidade

Efeitos da Doença de Parkinson na Sexualidade

5 minutos Quando se trata da Doença de Parkinson, a diminuição da função sexual é praticamente inevitável. Da falta de desejo sexual à baixa libido até dificuldades com o funcionamento orgástico, essa doença neurológica crônica e progressiva pode prejudicar a sexualidade de uma maneira ou de outra. No entanto, isso não quer dizer que aqueles que sofrem com a doença de Parkinson não possam continuar suas vidas sexuais quando enfrentam tais desafios. Pacientes de Parkinson podem e devem manter ou recuperar sua vida sexual. Continue lendo